Siga-nos

Artigos

Você está em - Home - Artigos - O saldo trágico do crime!

O saldo trágico do crime!

Vivemos em um país vocacionado por muito do que não presta, desordem geral, roubalheira, programas televisivos que estimulam a prostituição, tráfico, corrupção grassante, gestores desonestos e desleais, em fim, perpetuado pela ignorância. Que morram apenas os imbecis de plantão, usando e abusando do direito em desrespeitar orientação médica, exaustivamente pregadas, alertando sobre a ameaça de morte que estende seu manto negro sobre o conjunto da sociedade. Nossos governantes, à unidade de seus pares deveriam determinar o imediato fechamento de tudo, absolutamente tudo que não represente necessidade básica de sustentação de uma sociedade que anseia por socorro. Nada sensibilizada autoridades e idiotas, nem mesmo expor seu semelhante a risco direto. Porra! Quem quiser reduzir seu tempo de vida, parabéns que goze desse direito de forma isolada, considerando uma decisão imbecil de cunho absolutamente unilateral. A legislação penal que trata da repressão contra verdadeiros bandidos ignorantes da legislação vigente, incentivando a prática de aglomeração, inexigindo o uso de máscaras, abandonando definitivamente o cumprimento das medidas sanitárias deveria ser muito rigorosa se possível punindo exemplarmente esses assassinos de aluguel, cassando definitivamente alvarás de localização, alem de submetido aos processamentos cabíveis em lei, especialmente o que trata de indenização por danos causados de forma deliberada, afinal, tal delito decorre exclusivamente da ambição desmedida capaz de causar o colapso das atividades médicas, pública e particular. Neste pais sem rédeas ou governabilidade de fato, qualquer pessoa entra e sai à hora que quer, venha de onde vier, sem qualquer abordagem médica capaz de aferir suas reais condições de saúde, razão pela qual percebe-se claramente o avanço pleno e sem freio de uma temível moléstia, avassaladora sob todos os aspectos, acelerando a morte inexorável, tarefa de certa forma facilitada decorrente da ausência à altura de um padrão médico/hospitalar capaz de justificar sua condição de civilizado. Novamente se vislumbra o quanto o brasileiro é manipulável, moldando-se a discursos populistas, detentor de mentalidade tacanha, com capacidade cognitiva rasa, de base conceitual puramente analítica, razão fundamental para a construção de uma nação mantida pela debilidade mental, objetivando manter poderosos à custa de uma malta de imbecis que insiste em ser burra ao quadrado elevada a 20ª potencia. Para quem acredita em vidente, um dos nossos adivinhões de plantão “previu” que até o fim do ano de 2021 contabilizaremos o passamento superior a 500.000 mortes de nossos irmãos brasileiros. É pouco?

Delegado Mourão.


Compartilhe nas mídias sociais