Siga-nos

Artigos

Você está em - Home - Artigos - Nova era policial!

Nova era policial!

Um dos problemas que mais angustia a sociedade, sem sembra de dúvida reside na questão da segurança, julgada por muitos como icapaz de cumprir seu preceito constitucional, afinal ao longo e muitos anos era tida apenas como questão dos estados, quase sem nenhum apoio do governo central despe pais. Com o passar dos tempos a “epidemia” da insegurança se alastrou de forma descontrolada, causando comoção popular, quando a própria desconhece que a policia é responsabilidade de todos, haja vista que conceitos antigos sobre a Polícia contribuem decisivamente para emperrar a interação entre os vários seguimentos. São inúmeros os fatores que contribuem decisivamente para a crescente e desenfreada violencia, oporetunidade em que a policia é sempre apontada como responsável, como se fosse onipotente, onipresente e constante para evitar crimes. É comum ainda ouvirmos e constatarmos verdadeiros absurdos e acusações descabidas às Instituições Policiais por parte de diversos segmentos da Sociedade, afinal trata-se de uma cultura já enraizada no segmento social garantiindo que a Polícia é ineficiente, corrupta e corruptível, assim ciomo classifica todo Policial como ignorante, arbitrário e irresponsável, quando, em verdade tais entendimentos não passam de pensamentos ilógicos, egocêntricos e insensatos, visto que a Polícia evoluiu com o tempo, não estagnou como como imaginam as concepções retrogradas. Hoje, as instituições policiais desfrutam de excelentes profissionais, em sua maioria detentora de alargado aporte cultural, graduados e pós-graduados nos diversos ramos do direito atinentes à segurança pública, cumprindo rigorosamente o legal estabelecido. Transgressões de todos os níveis vividos no passado e ainda praticados por servidores policiais desprovidos de respeito e do sentimento profissional estigmatizaram conseqüências negativas, responspáveis ainda pelo arredio popular. Hoje, ainda vivemos estígmas da ultrapassada ditadura, substituindo-a pelo estado democrático de direito, mesmo reconhecendo a persistencia de mazelas incutida na sociedade. A ditadura não tratou o ser humano com dignidade, razão pela qual as nódoas correspondente enlamearam toda a história, estendendo-se à estrada a ser palmilhada, cabendo aos verdadeiros policiais a árdua tarefa de resgatar o reconhecimento popular. Um dos caminhos é trabalhar, alicerçado na máxima a dignidade do ser humano e o respectivo direito, fundamental a cada qual. Com a Constituição de 1988 extinguiu-se a polícia ditatorial, estabelecendo um novo modelo totalmente cidadã conforme era o desejo de todos ansiada por todos.Remediando esses males questionados, com a ajuda e a conscientização popular a segurança pública em curto espaço de tempo alcançará seus objetivos, ofertando uma segurança baseada no crédito popular. Delegado Mourão.


Compartilhe nas mídias sociais