Siga-nos

Artigos

Você está em - Home - Artigos - Queimem-se as cuecas!

Queimem-se as cuecas!

Em uma sociedade cada vez mais desigual nos defrontamos com percalços, contra tempo, dilemas e conflitos carentes de respostas maniqueístas. Episódios que chamam a atenção pela reincidência reside em acusações infundadas, oferecidas por determinadas mulheres sobre supostos estupros e assedio sexual em tese atribuído a determinados homens, principalmente se desfrutam de poder e recursos financeiros. Claro ser legítima a luta pelos direitos das mulheres, igualdade dos gêneros, combate à violência a mulher, homofobia, discriminação racial e por aí vai. Entretanto, não estará havendo em alguns casos a demonização do sexo masculino? Uma espécie de misoginia reversa, nutrida por preconceitos, falsas alegações, exposição negativa de acusações sem lastro em provas cabais? Não estaria ocorrendo a demolição do machismo e o patriarcalismo para aleatória mente discriminar e difamar o sexo masculino? Não estará significando os abusos do passado com sinal invertido? Não seria o correto abolir toda e qualquer estigmatização com base no gênero? Porque de uma hora para outra pechar um cidadão de monstro, ou a batalha pela igualdade e respeito ao gênero feminino se esfumaçou, tal qual a marcha pela “queima dos sutiãs” em ato claro pela igualdade de gênero que acabou por se transformar em uma caçada frívola e cruel ao macho alfa? Sendo assim, não estaria de bom tamanho o movimento pela “queima das cuecas? Não estaria em tempo das instituições que defendem os direitos das mulheres condenar eventuais abusos pontuais? Convivemos com predares sexuais? Em caso positivo devem ser desmascarados e exemplarmente punidos. O que não se pode aceitar, em hipótese alguma é que alguém seja taxado de criminoso sexual apenas com base em uma vazia denuncia, desprovida de elementos de convicção que possam representar materialidade delitiva, sob pena de ter sua vida e sua história destruída por prática delitiva jamais comprovada como verdadeiro. Na verdade, homens, alguns deles, vem sendo vítimas de uma nova forma de violência representada por acusações levianas, cruieis e oportunistas, cuja finalidade será estabelecer a possibilidade da audição do tilintar de uma caixa registradora. Delegado Mourão.


Compartilhe nas mídias sociais