Siga-nos

DELEGACIA DE REPRESSÃO A FURTOS E ROUBOS DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, DEFLAGROU A OPERAÇÃO NO MERCY (Sem perdão)

Você está em - Home - Notícias - DELEGACIA DE REPRESSÃO A FURTOS E ROUBOS DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, DEFLAGROU A OPERAÇÃO NO MERCY (Sem perdão)

DELEGACIA DE REPRESSÃO A FURTOS E ROUBOS DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, DEFLAGROU A OPERAÇÃO NO MERCY (Sem perdão)

 

Na data de ontem, 03.05.2019, a Polícia Civil do Estado do Pará, através da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores, deflagrou a operação no mercy (sem perdão), através da qual foram cumpridos 02 (dois) mandados de prisões preventivas em Ananindeua/PA, 03 (três) mandados de prisões preventivas no interior de estabelecimentos prisionais da região metropolitana de Belém/PA, e (01) mandado de prisão preventiva em Imperatriz/MA.

Conforme investigado nos meses de março e abril de 2019, a referida associação criminosa tinha por objeto a subtração e receptação de veículos automotores roubados, os quais eram posteriormente submetidos à adulteração dos sinais identificadores e falsificação de Certificados de Registro e Licenciamento dos Veículos.

Promovida a adulteração por um especialista de Imperatriz/MA, mediante solicitação de presidiários alvos desta operação, tais veículos eram vendidos a terceiros de boa-fé, pessoalmente e em sites de compra e venda, e também trocados por substâncias entorpecentes do tipo maconha, oxi e cocaína, as quais era revendidas na região do Residencial Arakanga, em Ananindeua/PA.

Ressalta-se que com os criminosos foram encontrados vários Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos falsos, carteiras de identidades falsas, sendo estas utilizadas para promoverem a abertura de contas bancárias para receberem quantias ilícitas obtidas em prejuízo de terceiros de boa-fé, bem como para conseguirem consumar vários outros crimes de estelionato etc.

Além do mais, foram localizados e apreendidos várias ferramentas destinadas à adulteração de sinais identificadores de veículos automotores, assim como uma motocicleta roubada, que também se encontrava sendo adulterada no interior da residência de um dos alvos.

Diante do exposto, os investigados serão indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, receptação dolosa, adulteração de sinais identificadores de veículos automotores, associação criminosa e falsificação de documentos públicos.

 

 

Delegado Washington Santos de Oliveira

Diretor da DRFV